Histórico

O evento que inspirou a realização do Futsal Solidário, foi um jogo beneficente realizado em 1989, em prol do Marquinhos, filho de Chico Neves e Sonia Neves, fundadores da primeira Casa Ronald McDonald da América Latina e única do Rio de Janeiro. O filho do casal foi diagnosticado com câncer aos dois anos de idade, e na época, o Tijuca Tênis Clube teve o intuito de fomentar a campanha em prol do custeio da viagem deles aos Estados Unidos, para que o pequeno jogador do time do Dente de Leite obtivesse maiores chances de cura no tratamento da leucemia. Na ocasião, Marquinhos necessitou de um transplante de medula óssea, o que na época não existia no Brasil, e representava a única possibilidade de cura.
O Futsal Solidário de 2015 relembrou esse momento histórico de força e superação que campanha SOS Marquinhos foi capaz de disseminar, e iniciou como uma edição em homenagem ao início da história do combate ao câncer infantojuvenil no Brasil, legado que a família Neves iniciou no passado e que deu origem ao nascimento do Programa Casa Ronald McDonald, que atende famílias de jovens e crianças que estão em tratamento em todo o estado do Rio de Janeiro.

Na década de 80, quando o diagnóstico foi confirmado, a família buscou a cura no Brasil, e após se esgotarem as alternativas, iniciaram uma mobilização entre amigos, empresários, atletas e jogadores do Vasco, para apoiarem a causa e através da divulgação, viabilizarem o tratamento do filho no exterior. A principal ação foi um jogo beneficente de futsal com atletas profissionais de futebol de quadra e de campo.

Ao receberem as doações, a família viajou para os Estados Unidos onde se hospedaram em uma Casa Ronald McDonald em Nova York, porém, o filho do casal não resistiu ao tratamento. Ao transformar a dor da perda e o sentido da luta, em esperança à outras pessoas, a história da família Neves se tornou um incentivo e os precursores da revolução dos aumentos dos índices de cura, trazendo para o país o Instituto Ronald McDonald e a Casa Ronald McDonald-RJ, localizados na Rua Pedro Guedes, no Maracanã.

A operação da Casa é garantida através de doações de pessoas físicas e jurídicas, realização e participação voluntária em eventos beneficentes e recursos doados por amigos contribuintes. Além de projetos especiais, como o Futsal Solidário, outra das maiores fontes de captação de recursos é o evento McDia Feliz, o qual destina a quantia arrecadada na venda do sanduíche Big Mac para o custeio da Instituição, no valor que corresponde a 30% da despesa anual da Casa Ronald McDonald-RJ.

O Futsal Solidário representa um projeto que transformou vidas e continua transformando até os dias de hoje!

Nosso Marquinhos

Clipping Histórico